16/01/2018 10:46:34 - Atualizado em 16/01/2018 11:16:49 por VerÔnica mattos


Ah! A teconologia!

  Reprodução

Mais rápido, com menor geração de resíduos, maior possibilidade de trabalho e maior precisão, tanto a natureza como os pacientes e os profissionais agradecem

Desde tempos remotos o homem utiliza ferramentas para trazer mais conforto e eficiência na realização de trabalhos, para trazer mais qualidade de vida para si mesmo e seus semelhantes.

Na odontologia não poderia ser diferente, anestesia local, fluoretação de águas, tratamentos conservadores atraumáticos, tratamentos de canal com uso de instrumentos rotatórios, tomografias, cirurgias com navegação por computador, próteses com sistema CAD-CAM, aparelhos autoligados, fios com ligas metálicas inovadoras... a lista parece interminável e aumenta a cada dia. Não fossem os altos impostos poderíamos ter essas tecnologias inovadoras disponíveis em mais cidades e acessíveis a mais pessoas em nosso país. Apesar disso o avanço tecnológico vai chegando, mais dia, menos dia, aos mais longínquos rincões.

Em 2013 quando organizei um encontro científico havia já uma “especulação” sobre a viabilidade de utilização de modelos digitais na clínica odontológica, tecnologia que já estava disponível em outras terras, mas ainda distante da realidade dos campistas. Qual não foi a minha alegria ao saber que, agora, se encontra disponível em nossa querida cidade tal avanço.

Os modelos digitais podem ser obtidos de diversas maneiras, o sistema disponível aqui se utiliza da obtenção das imagens, arquivo digital, diretamente através do escaneamento da boca do paciente, dispensando a utilização de moldagens (massa levada a boca em moldeiras para obtenção de impressão negativa dos tecidos bucais) e a obtenção de modelos (via de regra obtidos pelo preenchimento das moldagens com gesso). Os arquivos são remetidos ao cirurgião-dentista que solicitou o exame via internet, poupando recursos de deslocamento dos pacientes para buscar resultados ou de serviços de entrega.

Mais rápido, com menor geração de resíduos, maior possibilidade de trabalho e maior precisão, tanto a natureza como os pacientes e os profissionais agradecem!