17/11/2017 10:06:47 - Atualizado em 17/11/2017 10:12:53 por VerÔnica mattos


Último bimestre letivo

  Divulgação Arquivo Pessoal

O quarto bimestre já começou e é hora de fazer as contas e correr atrás de todo prejuízo do ano.
Em algumas casas as crianças já estão com as férias garantidas, pois já alcançaram a média anual e seguem tranquilamente o calendário letivo.

Já em outras, a situação é bem complicada. Mas não dá para desesperar, gente!. É hora de uma conversa séria e muita disciplina para evitar uma reprovação.
Claro que cada casa tem um problemas especifico mas, geralmente, o resultado da criança é baixo em uma ou duas disciplinas e em conteúdos específicos delas. Por isso, a família precisa descobrir onde está o ponto fraco para resolvê-lo.

Para dar um rumo nessa confusão existem duas saídas:

1 – Contratar um professor de reforço, pois um professor particular ensinará, em média duas vezes por semana, o conteúdo cobrado na prova final. Às vezes a criança não consegue aprender algo com um professor específico, com seu jeito de ensinar.

2 – Ou empenhar a família para reverter o quadro. É bacana sentir que a família está junto e nós temos um jeito diferente de estimular. Situações práticas no dia a dia ou até uma leitura junto já faz diferença. Mas é preciso que seja alguém com paciência. Já vi situações se tornarem pior quando os filhos estudam com os pais.

Mas não perca o foco. É preciso fazer um cronograma de estudos e reservar de uma a duas horas diárias para focar no conteúdo que tem dificuldade.

Ah, e vamos reavaliar a vida. A família que não prestou atenção no desempenho do filho e deixou para procurar ajuda na última hora pode usar essa lição para evitar o mesmo erro no ano que vem. Boa sorte!