26/12/2017 10:08:48 - Atualizado em 26/12/2017 10:14:04 por VerÔnica mattos


Por que as mulheres sofrem de infecção urinária?

  Reprodução

O cranberry protege toda mucosa do trato urinário impedindo a fixação das bactérias nas células urinárias.

Mundialmente, mais de 150 pessoas por ano são afetadas por infecções urinárias. Dados apontam que 40% dessas pessoas são mulheres e 12% são homens, sendo que 25% das mulheres sofrem com essas infecções recorrentes, ou seja, ocorrem duas ou mais vezes em um período de seis meses.

Mas por que acontece tanta infecção urinária com mulheres? Em geral a anatomia feminina tem um papel significativo nas infecções de trato urinário necessitando estar em um equilíbrio com a flora vaginal.  Como a uretra da mulher é mais curta e mais próxima do ânus se comparado ao dos homens, as bactérias têm acesso mais fácil à bexiga, onde se aderem às células das mucosas colonizando todo trato urinário, por isso a manutenção da saúde do trato urinário é indispensável.

Essas infecções são mais comuns em mulheres com idade fértil, pré-menopausa e gestante. Podendo ser comprometida também em mulheres com baixa imunidade com supercrescimento de bactérias patógenas na vagina, alterações pH vaginal e redução de bactérias da espécie Lactobacillus.

O nosso trato urinário reage à infecção semelhante ao nosso aparelho respiratório do vírus da gripe. Os tecidos tornam-se inchados, inflamados e irritados semelhantes à narina com dificuldade de passar o ar, assim fica a passagem da urina pelos canais urinários com forte dor durante ato de urinar.

Sabemos que o tratamento padrão para as infecções urinárias são os antibióticos, porém vemos que as mesmas mulheres que se submeteram ao tratamento voltaram a ter infecções com menos de seis  meses. Isso pode ser explicado pelo fato que os antibióticos causam efeitos não desejados como a destruição da microflora benéfica (Lactobacillus) que consequentemente causa as infecções oportunistas de fungos (candidíase) e bactérias.

O que podemos ver é uma crescente incidência de resistência bacteriana o que justifica alternativas para terapia das infecções urinárias. A nutrição funcional traz como terapia natural e preventiva um fruto de sabor ácido classificado como um dos cinquenta mais potente alimento antioxidante: o cranberry.  Um fruto importantíssimo na prevenção de infecções urinárias devidas suas propriedades antimicróbica, proantocianidina, combate a capacidade de adesão das bactérias além de inibir seu crescimento e reprodução.

O cranberry protege toda mucosa do trato urinário impedindo a fixação das bactérias nas células urinárias.  Hábitos simples para manter a saúde do trato urinário devem ser seguidos além do uso prescrito do cranberry pelo nutricionista.  Deve-se também beber muita água durante o dia, usar chás que ajudem aumentar a excreção urinária (cavalinha, hibisco ou erva doce), utilizar papel higiênico sem perfumes e evitar banhos de banheira.