09/09/2017 12:13:52 - Atualizado em 09/09/2017 12:15:40

ABPA: exportação de carne de frango sobe quase 15%

  Reprodução

Resultado obtido em agosto marca superação após a operação Carne Fraca e recuperação de perdas

As exportações brasileiras de carne de frango atingiram 416,8 mil toneladas no mês de agosto, resultado 14,6 % superior a o volume embarcado no mesmo período do ano passado, informou nesta segunda-feira a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

O total embarcado no mês passado pelas indústrias brasileiras, considerando todos os produtos (in natura e processados), é o terceiro maior resultado mensal da história do setor, segundo a associação. A quantidade foi alcançada em um momento de recuperação da indústria de aves após a Operação Carne Fraca. Realizada em março deste ano, a operação colocou em xeque a sanidade dos produtos agropecuários brasileiros ao revelar condutas inadequadas de fiscais e de empresas do setor.

"O mês de agosto marca a superação de um cenário difícil vivido no segundo trimestre. Esperamos números positivos nos próximos meses, recuperando as perdas e alcançando saldo superior ao registrado em 2016", disse o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, em nota.

Em evento realizado durante a semana passada, Turra afirmou que o volume exportado em agosto seria o maior do ano em termos mensais. Ele participou do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (Siavs), em São Paulo.

As vendas externas do Brasil, maior exportador global de carne de frango, geraram receita de US$ 690,6 milhões no mês de agosto, desempenho 13,1% superior ao obtido em agosto de 2016. No acumulado do ano, a receita dos embarques alcançou US$ 4,8 bilhões, montante 6,3% superior ao alcançado no mesmo período do ano passado.

Em volume, o desempenho de janeiro a agosto alcançou 2,9 milhões de toneladas, número 2,3% inferior ao registrado nos oito primeiros meses do ano passado.

Suínos

As vendas de carne suína in natura alcançaram 58,9 mil toneladas em agosto, volume 2,4% superior ao registrado em agosto de 2016. Em receita, o resultado foi 12,7% maior, somando US$ 143 milhões.

No ano, a receita de exportações chegou a US$ 1,006 bilhão, ante US$ 812 milhões obtidos entre janeiro e agosto do ano passado

Em volume, houve uma retração em torno de 2,3%, com 401,3 mil toneladas em 2017, frente a 411 mil toneladas nos oito primeiros meses do ano passado.

"A Rússia voltou a incrementar suas importações de carne suína do Brasil" disse o vice-presidente de mercados da ABPA, Ricardo Santin.

"A Argentina e Hong Kong também foram determinantes para o resultado. Assim como em aves, dentro deste ritmo, o saldo final das exportações de carne suína em 2017 deverá ser positivo".

Reportagem:


Fonte Portal do Agronegócio